Imprensa

Cuidados com excessos na alimentação durante a Páscoa
A nutricionista Ana Guimarães, professora da Estácio FIB, ensina a tornar a ceia mais saudável e recomenda evitar o excesso de álcool

 
Os cuidados com a alimentação devem ser redobrados durante a Páscoa. O alerta é da professora do curso de Nutrição da Estácio FIB, Ana Lúcia Guimarães. A nutricionista ressalta que o consumo excessivo de bebida alcoólica e de alimentos calóricos pode favorecer a obesidade. “Além de aumentar os níveis de colesterol e o risco de doenças cardiovasculares e diabetes”.

Na Bahia, o cardápio da Sexta-Feira da Paixão inclui vários pratos típicos que utilizam ingredientes calóricos, a exemplo do azeite de dendê, castanhas, amendoim, pão e farinha de trigo. “A receita para um almoço mais saudável é reduzir a quantidade desses ingredientes, ou mesmo substituí-los. O azeite de dendê, por exemplo, pode dar lugar ao açafrão e a moqueca pode ser substituída pelo peixe ao forno”, sugere a nutricionista.

Para aqueles que não se incomodam em abrir mão da moqueca de peixe, de camarão, do caruru, vatapá, feijão fradinho e da mariscada na Sexta-Feira Santa, a professora sugere um menu mais saudável: “Salada de cenoura crua, alface e passas; peixe recheado ao forno ou filé de peixe grelhado, arroz com milho verde, feijão fradinho e frutas em fatias, para a sobremesa”, ensina.

Ana Lúcia tem ainda uma dica para evitar os inconvenientes causados pelo consumo excessivo de álcool. “É bom tomar o vinho acompanhado de uma taça de água ou alternar, para evitar a desidratação provocada pelo álcool e a embriaguês”, recomenda.