Imprensa

Alimentação saudável nas ceias de fim de ano
Professora do curso de Gastronomia da Estácio FIB dá dicas para quem quer montar um cardápio equilibrado, sem abrir mão dos pratos típicos das festas
 
A comida é sem dúvida um dos grandes protagonistas das reuniões natalinas, mas consumir exageradamente alguns alimentos pode ser prejudicial à saúde. Por isso, diante da diversidade de opções das ceias das festas de final de ano a palavra de ordem é moderação. "Não existem alimentos permitidos ou proibidos, o importante é a quantidade e a frequência com a qual são consumidos", afirma a professora do curso de Gastronomia da Estácio FIB, Joseni Lima.

Na hora de escolher os alimentos que serão consumidos, o menu deve ser variado e incluir proteínas, gorduras e hidratos de carbono. “O cardápio natalino normalmente contem uma grande quantidade de proteínas e gorduras. Então, é importante que nas outras refeições do dia sejam consumidos alimentos com baixo teor calórico, ricos em fibras e carboidratos, como frutas e verduras”, adverte Joseni.
Quem não quer engordar, deve ficar atento à quantidade de calorias, por isso é importante comer alimentos mais leves antes das ceias de fim de ano. Vale a pena lembrar que as necessidades calóricas não são as mesmas para o homem e para a mulher e variam em função de fatores como idade, altura, peso e a situação fisiológica. Em média as pessoas necessitam de cerca de 2.500 Kcal por dia. "Uma comida ou jantar típico natalino costuma contribuir com cerca de 1.200 Kcal", alerta a professora.

Dicas para personalizar a ceia, incrementando a sobremesa

Para incrementar a ceia, a professora da Estácio FIB sugere a utilização de produtos regionais, a exemplo do capim santo (capim lima), em substituição ao cravo e a canela. “O capim santo é um elemento bem nordestino e delicioso. Como nosso Natal é no verão, ele ainda dá à sobremesa um efeito bem refrescante”. Ela mesma adota uma receita de bolo de capim santo, testada e aprovada.

Na mesma linha, Joseni sugere inserir o creme de maracujá com capim santo, na sobremesa da ceia de Natal ou de Ano Novo. “A receita tem o maracujá, que é uma fruta tropical, brasileira, já conhecida de nossos antepassados indígenas, que a chamavam de comida na cuia e o capim santo, que também era usado pelos índios em infusões”. As duas sobremesas têm ingredientes de baixas calorias, uma vantagem a mais.

1. Creme de maracujá com capim santo
1 litro de chá capim santo
3 maracujás
300g de açúcar demerara
90g de amido de milho
500ml de iogurte desnatado

Bata a polpa do maracujá no liquidificador (pulsar), usando o chá de capim limão. Peneire, dissolva o amido de milho e o açúcar no capim limão frio e leve ao fogo baixo. Quando a consistência ficar cremosa, adicione o iogurte e deixe no fogo até começar a soltar do fundo da panela. Coloque o creme de maracujá em taças e leve para gelar.

2. Bolo de capim santo
Folhas de capim santo
200ml de água quente
1 coco pequeno descascado, picado
1 ½ xícaras de farinha de trigo
1 ½ xícara de farinha integral
3 ovos
½ xícara de óleo
1 colher sobremesa de fermento em pó
1 ½ xícara de açúcar demerara
Sal

Leva a água para ferver. Liquidifique o coco e peneire. Adicione o capim santo ao leite de coco bem aquecido, liquidifique, peneire e reserve. Bata as gemas com o óleo e o açúcar. Junte aos poucos as farinhas e o fermento, alternando com suco de capim santo. Ao final, adicione as claras batidas em neve. Leve ao forno para assar por 35 minutos.